Mensagens do Presidente da FMTC, Jean-Paul Lainé, a António Guterres e Donald Trump

O Presidente da Federação Mundial dos Trabalhadores Científicos, Jean-Paul Lainé, mandatado pelo Secretariado Internacional da Federação Mundial, do qual faz parte o Presidente da Direcção da OTC, enviou ao Secretário-Geral das Nações Unidas, António Guterres, a mensagem que pode ser lida aqui. A mensagem sublinha a relevância do papel que a Organização das Nações Unidas pode e deve desempenhar na procura e implementação de soluções para os grandes desafios do nosso tempo, designadamente, na proibição dos armamentos nucleares; no cumprimento do estabelecido no Tratado do Espaço; no combate às alterações climáticas e por uma transição energética que privilegie as energias renováveis; e, ainda, na promoção de uma cooperação construtiva e pacífica entre as nações, em particular nos domínios da Ciência e da Tecnologia.

O Presidente da FMTC enviou igualmente uma mensagem ao Presidente dos Estados Unidos da América, DonaldTrump. Destacamos algumas passagens dessa mensagem, que pode ser vista aqui, designadamente a ênfase posta na responsabilidade social dos trabalhadores científicos, “sejam eles investigadores, docentes, engenheiros ou técnicos” posta à prova pelo impacte dos conhecimentos que detêm e da investigação que prosseguem, no futuro da sociedade e na sua sustentabilidade. “Muitos dos nossos colegas ― afirma Jean-Paul Lainé ― quer no vosso país quer no resto do mundo, tomam conhecimento com preocupação das afirmações que faz e das primeiras decisões que anuncia.” Mostram-se preocupados “como cidadãos mas também como profissionais, como cientistas”. A FMTC ― sublinha ainda Jean-Paul Lainé ― foi fundada por físicos, em particular, físicos nucleares, plenamente conscientes dos perigos e dos desafios associados a certas aplicações dos avanços científicos para os quais contribuíram. A FMTC orienta, por isso, os seus esforços no sentido de evitar um conflito nuclear que, inevitavelmente, poria em risco a própria continuidade da vida sobre a Terra. “Acreditamos na necessidade ― acrescenta ― do desarmamento nuclear (…) e apoiamos o Tratado de Não Proliferação (TNP) ”.