O Encontro Ciência 2017 realizou-se de 3 a 5 de Julho em Lisboa, por ocasião dos 20 anos da criação da FCT e passados 50 anos da criação da JNICT. O evento foi organizado pela FCT, pela Ciência Viva – Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica e pela Comissão Parlamentar de Educação e Ciência, com o apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES).

As edições anteriores do Encontro com a Ciência em Portugal iniciaram-se em 2008, embora tenham sido interrompidas a partir de 2010, tendo a iniciativa sido retomada em 2016, já sob a vigência do XXI Governo Constitucional, pelo actual Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

Este encontro definiu-se como um evento de periodicidade anual que se destina a promover o contacto e a partilha de informação entre investigadores. Pela primeira vez houve um país convidado, a Índia, aproveitando a oportunidade do acordo recentemente efectuado entre os dois países, com especial ênfase para a Investigação e Exploração Espacial e Comunicações.

O BREXIT AVALIADO EM MANCHESTER
ENSINO SUPERIOR E CIÊNCIA

Sismo "congelou no tempo" balneário romano em Chaves

Balneário foi descoberto durante trabalhos para a construção de um parque de estacionamento. Sítio raro em todo o Império Romano, o balneário foi preservado graças a uma derrocada. Projeto da câmara prevê projeto museográfico e abertura ao público em 2018

Um sismo provocou há 17 séculos a derrocada do edifício das termas romanas na zona onde é hoje Chaves e "congelou no tempo" um monumento "magnífico" descoberto há 10 anos, antes da construção de um parque de estacionamento.

"Foi necessário fazer sondagens arqueológicas prévias e tivemos a sorte de encontrar este monumento fantástico e único que são as termas medicinais romanas", afirmou à agência Lusa o arqueólogo do município de Chaves, Sérgio Carneiro.

O projeto de construção do parque de estacionamento subterrâneo no centro da cidade arrancou em 2005 e, mais de uma década depois, foi apresentada uma candidatura a fundos comunitários para musealizar o espaço que se pretende abrir ao público durante o ano de 2018

"É um sítio raro em todo o Império Romano e absolutamente único na Península Ibérica", salientou o especialista.

Agradecemos ao nosso associado
Prof Doutor Victor-Hugo Forjaz,
do Observatório Vulcanológico e Geotérmico dos Açores,
o anúncio desta iniciativa

Almaraz: uma central nuclear em fim de vida?

Recebemos do Chefe de Gabinete do Grupo Parlamentar do PCP na Assembleia da República, cópia da Pergunta formulada ao Governo, através do Ministério do Ambiente sobre as “Diligências do Governo relativas à Central Nuclear de Almaraz e à prevenção de acidentes nucleares transfronteiriços”, com a informação de que será oportunamente dado conhecimento da resposta governamental às questões colocadas,logo que seja obtida. O documento que recebemos pode ser visto aqui.

 

Criação do IPMA e desmantelamento do Serviço Público de Meteorologia

Recebemos do Chefe de Gabinete do Grupo Parlamentar do PCP na Assembleia da República cópia de Pergunta formulada ao Governo, através do Ministério do Mar, sobre a Criação do IPMA e desmantelamento do Serviço Público de Meteorologia, com a informação de que será oportunamente dado conhecimento da resposta governamental às questões colocadas,logo que seja obtida. O documento que recebemos pode ser visto aqui.

A RESPOSTA GOVERNAMENTAL

Chega-nos, pela mesma via, o texto da resposta do Ministério do Mar à pergunta acima referida. A resposta pode ser vista aqui.