Mariano Gago

José Mariano Gago, sócio nº530 da OTC
IN MEMORIAM

José Mariano Gago faleceu, em Lisboa, a 17 de Abril. Mariano Gago era o associado número 530, da Organização dos Trabalhadores Científicos. A sua inscrição tem a data de 8 de Setembro de 1983. Ao assinalar o seu desaparecimento, recordamos antes de tudo a sua acção em prol da divulgação da Ciência e das suas conquistas, junto das camadas mais jovens da população mas também do cidadão comum. Deve-se-lhe a criação da “Ciência Viva” —- Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica, criada em 1996 para promover a cultura científica e tecnológica na sociedade portuguesa com o objectivo expresso da promoção cultural assente na demonstração e na experiência, nomeadamente de leis e conceitos da Física mas também de outras áreas do conhecimento, tornando-os acessíveis e atraentes a leigos de todas as idades. Nesse mesmo ano de 1996, nasceu por sua iniciativa o “Dia Nacional da Cultura Científica” que se repete todos os anos no dia 24 de Novembro, aniversário do nascimento do professor e pedagogo Rómulo de Carvalho. Em 2006, e nesse dia, José Mariano Gago assinalou a data inaugurando no Pavilhão do Conhecimento a exposição construída sobre a obra “Física para o Povo” da autoria de Rómulo de Carvalho, publicada em Coimbra em 1968. A obra, mais tarde reeditada com o prefácio que para ela escreveu Mariano Gago, tinha propósitos inteiramente coincidentes com aqueles que o então Ministro da Ciência e Tecnologia, sobremaneira valorizava: os de difundir o conhecimento científico na sociedade portuguesa utilizando veículos que se afastavam dos próprios do ensino formal e podiam ser recebidos com atenção e interesse por todos os que fora da Escola tinham o desejo de entender o mundo que os rodeava. O alcance da obra de José Mariano Gago traduzida em a “Ciência Viva” prolonga-se no tempo até aos nossos dias e prosseguirá certamente no futuro com proveito. Fama e proveito de que dão hoje notável testemunho os cerca de vinte Centros “Ciência Viva” espalhados de norte a sul do País. José Mariano Gago foi um artífice persistente e inspirado desse caminho e soube cativar um vasto grupo de colaboradores apaixonados pela obra, aliás multifacetada, da “Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica”. A Organização dos Trabalhadores Científicos tem em alto apreço os objectivos que inspiraram a acção de Mariano Gago nesta vertente educativa, de extraordinária importância para a construção do nosso futuro, razão bastante para prestar sentida homenagem à sua memória.